Arquivo da categoria: Artigos

Artigos sobre documentário animado e teoria de animação.

O realismo e a tecnologia no cinema de animação Realism and technology in Animation Cinema

Autores: India Mara Martins e Daniel Pinna

O objetivo deste artigo é investigar a busca pelo realismo no Cinema de Animação, que impulsionou descobertas tecnológicas importantes, a fim de se alcançar maior grau de Realismo e, com isso, ampliar a sua utilização no Cinema Tradicional. Também refletimos sobre os conceitos que buscam dar conta do Realismo apresentado pelas imagens digitais e analisamos as implicações desta estética realista no Documentário Animado.

This article aims to investigate the search for realism in Animation Cinema, which stimulated major technological breakthroughs in order to achieve greater degree of realism and, thereby, expand its use in the movies. We also reflect on the concepts that try to define the realism displayed by digital images and analyze the implications of this realistic aesthetic in Animated Documentary.

Anais do 4° Congresso Internacional de Design da Informação / 3° InfoDesign Brasil / 4° Congic , Carla G. Spinillo, Priscila L. Farias & Romero Tori (orgs.), Sociedade Brasileira de Design da Informação – SBDI, Rio de Janeiro | Brazil | 2009



Publicidade

A animação em dois documentários brasileiros: uma reflexão sobre Documentário Animado

Resumo

O objetivo deste artigo é investigar as estratégias utilizadas em dois recentes documentários animados brasileiros: Botinada! A Origem do Punk no Brasil (2006), de Gastão Moreira e Dossiê Rê Bordosa (2008), de César Cabral. O primeiro apresenta um estilo, que mistura imagens de ação viva (live-action), material de arquivo e, animação, para representar situações cômicas relatadas pelos entrevistados. O segundo é realizado totalmente em animação, utilizando a técnica de “stop motion” e se propõe a investigar o que levou um dos maiores cartunistas brasileiros, Angeli, a “matar” a Rê Bordosa, uma de suas mais importantes personagens. O filme também apresenta entrevistas, mas apenas a fala dos entrevistados é referencial, sua imagem é representada por bonecos, que têm a estética dos cartoons de Angeli. O filme mistura entrevistas de pessoas que fazem parte da vida de Angeli e também personagens do seu universo ficcional, problematizando os tênues limites que separam realidade e ficção.

O documentário animado “Ryan” e o psicorrealismo

http://www.uff.br/ciberlegenda/artigo9dez2006.html